28.9.16

Destralhar e organizar




Durante as minhas férias agora em Setembro comprei o último livro da Marie Kondo, que se chama "Alegria", coincidência ou não, nas férias de verão do ano passado tinha comprado o "Arrume a sua casa, arrume a sua vida" da mesma autora. Esta senhora tem o dom de me deixar com uma energia incrível, inspira-me de uma maneira que não consigo estar quieta. Como o ano passado comecei logo a ler o livro durante as férias e fiquei com uma vontade desenfreada de meter as mãos na massa ao ponto de fazer listas do que queria fazer quando regressasse a casa, este ano resolvi que só começaria a ler o livro quando as férias estivessem mais perto do fim.
Mais uma vez a senhora não me desiludiu, conseguiu ter o mesmo efeito em mim tal e qual como teve quando li o outro livro.
Normalmente depois de estar de férias costumo dar uma volta à minha casa. Desta vez não seria excepção, mas mal comecei a ler o livro, a vontade que já costuma ser habitual cresceu ainda mais. Ainda por cima estava mesmo em cima da mudança de estação, altura ideal para destralhar e organizar a casa.
Não sou de acumular e isso não é novidade por aqui, ainda assim acreditem que há sempre algo que está a mais. E há que praticar o desapego. Coisas são só coisas. Nós precisamos de excesso é de sentimentos, e de vivências.


Visto isto, arregacei as mangas e comecei logo por determinar o que queria fazer!

* Num caderno (sim eu ainda escrevo à mão e gosto tantooo) escrevi o nome das divisões todas aqui de casa (ex.: nosso quarto, atelier, wc..).
* Em frente ao nome de cada divisão escrevi o que queria destralhar (ex.:caixas de natal, roupeiro, gaveta das bijutarias, móvel dos tachos...).

Depois foi pôr mãos à obra.

* Tirei tudo para fora dos móveis, gavetas, prateleiras ou caixas.
* Analisei cada coisa em separado.
* Escolhi o que realmente já não usava, que tinha repetido, ou simplesmente já não tinha utilidade para mim e coloquei de parte num saco para doar.
* Separei coisas que pretendia alterar (ex: calçado para levar ao sapateiro, roupa para levar à costureira).
* Escolhi algumas peças de roupa para reciclar, tornando-as em objetos de utilidade.
* Arrumei em caixas as roupas e todas as coisas de verão.
* Dei o seu lugar às roupas e coisas da nova estação.
* No final limpei muito bem cada departamento de cada divisão.
* Organizei tudo de forma mais simples e prática.

Resultado final.

* Casa limpa e organizada
* Felicidade só de ver o trabalho que fiz.
* Grata por não ter desperdiçado uma única peça, tudo o que não tinha utilidade para mim foi doado, ou posto de parte para reciclar.
* Energia renovada em toda a casa.
* Mais espaço menos tralha.
* Mais amor pela minha casa.
* Certeza que para mim não há lugar melhor no mundo que o meu lar!



With love,

Catarina.

32 comentários:

  1. Também não sou de acumular, mas confesso que tenho uma arrecadação cheia de tralha :) e sim volto a ir lá buscar muita coisa que, reciclado ou não, passa cá por casa em "temporadas" :)
    Boas dicas, cá por casa também andamos na fase das limpezas ....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!!
      Muito obrigada pela visita e pelas palavras!
      Sou da opinião que só devemos ter as coisas que realmente neecessitamos, no teu caso, mesmo que esporadicamente, utilizes as coisas que tens na arrecadação não se calhar não faz sentido te desfazeres delas!
      Beijinho e boas limpezas!

      Eliminar
  2. Se bem o planeou, melhor o executou! 😊
    Parabéns pelo destralhamento.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada querida! Gostei imenso da tua primeira faze e para mim funcionou mesmo assim!
      Beijinho e obrigada pela tua visita!

      Eliminar
  3. Adoro quando um livro me faz sentir assim! Adoro livros. E adoro escrever também. Tudo em papel, pois o papel traz conforto. E se o resultado é uma alma mais limpa e feliz, tanto melhor. Também adoro destralhar, faz um bem danado :) Beijinhos e que o Outono te traga renovação, alegrias e muito aconchego.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Margarida obrigada pelas tuas palavras!! Concordo tanto com elas! Sim eu também adoro escrever e faço-o com alguma frequência!! É tão gratificante dedicarmos-nos aos nossos prazeres!!
      Beijinho enorme para ti**

      Eliminar
  4. Já acumulei muito, hoje penso que menos é mais e chega.
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pinta!!
      Concordo tanto contigo, menos é sem dúvida mais! Nunca fui de acumular, mas é incrível como o tempo isto faz mais sentido para mim!
      Beijinho enorme

      Eliminar
  5. Bom dia alegria
    A minha a miga não brinca e serviço!
    Leu e aplicou conhecimentos e ainda melhorou a sua qualidade de vida .
    Menos é igual a mais sem duvida
    Esta foto está um espectáculo, nota se também o trabalho que muito teem feito por ai
    Grande bj
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha amiga!!
      Muito obrigada pelas tuas palavras, sempre tão cheias de incentivo e carinho!
      Ter uma casa cuidada implica tempo, e muita oraganização! Mas a verdade é que como diz o ditado e bem, quem corre por gosto não cansa! E para mim cuidar da minha casa é um prazer enorme! ( e sim tens razão este jardim tem dado uma trabalheira imensa).
      O menos é mesmo mais e cada vez me identifico mais e mais neste registo, e estou a amar!
      Beijinho enorme minha linda**

      Eliminar
    2. Fofinha linda:)
      Tu também és uma inspiração para mim ,ACREDITA !
      Dia Feliz
      Lulu

      Eliminar
    3. Obrigada meu anjo **
      Beijinho enormeeeee*

      Eliminar
  6. Nunca li nada no género!
    Por aqui...destralhar é palavra de ordem!
    Faz muito bem à alma!!!
    bj e levo as dicas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gracinha!!
      Pelo que me contas , tenho a certeza que vais gostar dos livros da Marie Kondo. Se tiveres oportunidade de os ler, lê!
      Beijinho grande e obrigada pela visita!

      Eliminar
  7. Que bom Catarina :) Já me puseste a "fervilhar" :D :D
    Eu também adorei ler o "Arrume a sua casa, arrume a sua vida", fiz grande destralhe lá em casa e uma bela limpeza :) Valeu bem a pena ler o livro ;)
    Já tinha ouvido falar do novo livro, mas ainda não tive oportunidade de comprar, porque já está na lista para uma próxima compra :) Tenho a certeza que vai ser útil :) E então com este teu testemunho, só veio mesmo confirmar a minha "ideia" :) Se é para ajudar, vou gostar de certeza :)
    Ainda esta semana comentava com uma amiga os vários fatores que senti com o destralhe que fiz :) A satisfação da organização :) Claro que também tive de mudar algumas atitudes diárias para a organização se manter, mas é só para nosso bem ;)
    E a felicidade de vermos o que fazemos, é tãoooo boooommm :D
    Beijinhos grandesss :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sandrinha!!! Não posso deixar de te agradecer pelo carinho com que me tratas, és um doce de menina. Embora nunca nos tenhamos visto, também eu tenho um enorme carinho por ti! É sempre muito ter aqui as tuas visitas e ler as tuas palavras. Deixas-me sempre com um enorme sorriso e o coração cheio de gratidao, obrigada por isso!!
      Tenho a certeza que vais adorar este livro, se o outro teve um excelente efeito em ti, garanto te que este vai ter também. Destralhar faz-nos bem, e ponto final! Menos torna se mais. Quando interiorizamos isso os benefícios não param de surgir nos nossos dias!! E isso é mesmo bommm!
      Beijinho enorme minha amiga!!

      Eliminar
    2. Assim fico babadinha ;D
      Obrigado eu, minha linda :)
      Beijinhos grandes e boa semana :)

      Eliminar
    3. ❤ beijinho enorme uma boa semana também para ti ♥

      Eliminar
  8. Queria tanto destralhar.

    Apego-me (como dizes tão bem) a coisas e sei que não tem sentido.

    Vou tentar inspirar-me.

    Beijinhos

    P.S. te seguindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pérola!

      Muito obrigada pela tua visita e pelas tuas palavras.
      O desapego é algo em que devemos trabalhar, e como em todos os trabalhos isso exige algum esforço da nossa parte. Se tiveres oportunidade lê os livros que menciono aqui , vão com certeza ajudar-te!
      Beijinhos para ti*

      Eliminar
  9. Olá Catarina, estive com o livro nas mãos este verão, mas não comprei porque queria antes ler o "arruma a sua casa, arrume a sua vida". Tenho intensões de ler os 2 e espero que eles de fato tenham influência na minha vida. Tenho cortado muito as coisas em casa e doado muito também. Mas penso que o faço sem uma metodologia. Dou roupas e sapatos mas esqueço-me dos papéis que andam por lá, sem utilidade. Há pouco tempo, acabou 1 ano que me dei sem comprar roupas. Foi bom. Não é que eu seja consumista, mas gostei de ficar com menos. beijinho, Catarina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha querida!!
      Apoio-te a 100% na compra nestes dois livros. E espero que tenham um excelente efeito em ti. Se já tens por hábito doar , penso que esse gosto vai ficar mais aguçado. E acredito também que depois dessa leitura não o faças apenas metodicamente e sim com vontade mesmo. Acho fantástico o facto de teres conseguido estar um ano sem comprar roupas. Eu acredito que tudo é uma questão de hábito, e muitos dos nossos hábitos podem mesmos mudar, claro está se estivermos dispostos a isso. Cada vez mais me identifico com uma vida com menos tralhas, menos consumismo, resumindo o menos está a tornar-se cada vez mais para mim, e eu estou a adorar. Se leres os livros depois dá-me a tua opinião. (aqui em casa tudo passei tudo a pente fino, até os papeis e eobjectos menos improváveis :D)
      Beijinho enorme **

      Eliminar
    2. atualizando: já comprei o "arruma a sua casa..." e já comecei a ler! depois dou-te notícias!

      Eliminar
    3. Simm querida, depois diz-me atua opoinão! Beijinho grandee

      Eliminar
  10. Olá :)
    Isso é que foi trabalhar ;)
    Eu, como já deves imaginar, não acumulo muito. Compro poucas coisas e raramente cedo aquelas pancadas de comprar só por comprar. Mas mesmo assim, de vez em quando lá vai uma volta aos armários e gavetas, para ver o que é que andar por lá a mais. Um presente de Natal que nunca se usou aqui, uma peça que se estragou ali e lá se consegue destralhar mais um pouco.
    Ainda não troquei a roupa de Verão pela de Outono, apenas coloquei mais um cobertor na cama. É que aqui tem estado mesmo quente, não dá ainda para guardar as mangas curtas :)
    Beijinhos e tem um resto de semana feliz.
    (Também faço as minhas listas num caderno, escritas à mão. Se as faço no computador, depois não as consigo cumprir, vá-se lá saber porquê)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá minha querida!!
      Vejo que temos mesmo muitos gostos em comum:)
      Aqui as manhãs e as noites notam-se bem mais frescas, mas durante o dia ainda está muito calor.
      Assim como tu também não sou de acumular, ainda assim cada vez consigo mais minimizar as coisas cá em casa. Tenho doado imensas coisas. Cada vez mais me sinto melhor com menos!
      Beijinho enorme e bom fim de semana minha linda*

      Eliminar
  11. Eu também sou assim, acredites ou não! Mas continuo com muita coisa que não me consigo desapegar.... tenho dois caixotes enormes com tecidos antigos e restos de panos e paninhos da avó do meu marido, tenho uma caixa debaixo da cama com objectos que um dia penso usar, saptos que não calço mas que me deram e estão como novos e eu penso um dia vou usar numa ocasião especial..... Não me consigo livrar deles!
    Mas todas as estações dou uma volta à casa e faço várias escolhas.
    :)

    ResponderEliminar
  12. Olá minha querida!!!que bom ver te por aqui! Claro que acredito em ti 😃!! Eu acredito que praticar o desapego é uma terapia com um efeito muito maravilhoso. Mas Claro nem todos somos iguais, e o que para uns é fácil para outros nem tanto. Eu tenho mesmo necessidade de me desfazer do que não uso, se tu não sentes essa necessidade não tens de o fazer. Mas ainda assim acho que as pessoas se deviam mesmo desfazer do que não usam 😁!! Beijinho enorme para ti 💖❤💕

    ResponderEliminar
  13. Olá Catarina, também tive com esse livrinho na mão, mas passei-lhe outro à frente, fica para a próxima, gostei de ler o primeiro, identifiquei-me tanto com ele, diminuir e organizar os objetos cá em casa é uma coisa que me faz tão bem, tenho toda a minha roupa de vestir em 1,30 de roupeiro (metade do roupeiro do quarto), e em duas gavetas da mesa de cabeceira(roupa interior), não tenho cómoda nem caixas para guardar roupa e ainda consigo destralhar dali. Mas tenho uma luta com o marido para ele destralhar, ele é mais pegado aos objetos que tem. Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Olá Ana!!
    Quem já adora destralhar e pega nos livros da Marie fica com essa vontade ainda mais aguçada, e é impressionante como conseguimos destralhar o que já foi destralhado. A verdade é que ao simplificarmos as nossas coisas estamos a simplificar a nossa vida e o efeito só pode ser positivo.
    Claro que nem todas as pessoas à nossa volta são como nós, e isso acaba por de certa forma mexer connosco. Mas temos que aceitar que cada um é como é, e eu acredito que se explicarmos os benefícios que o destralhar tem para nós aos poucos as pessoas vão se moldando. Sem impor nada , claro. Mostrando sim o impacto que isso tem na nossa vida em todos os níveis! Tendo menos somos mais!
    Beijinho enorme minha querida*

    ResponderEliminar