28.5.16

**Escolhas (felizes)**



Da minha horta para a minha mesa, é um exemplo de como se pode ser feliz nas mais pequenas coisas. Pelo menos para mim, que vejo e vivo a vida desta forma. É realmente gratificante poder ir à horta colher legumes para preparar uma refeição. Não tem preço, ao contrário do enorme sabor que tem!
Felizmente nos dias de hoje podemos fazer as nossas escolhas, e mesmo que as pessoas que nos rodeiam não as aprovem pelo menos têm o dever de as respeitar.
Já lá vão 5 meses desde que retirei por completo a carne da minha alimentação.  Resolvi fazê-lo por várias razões,  sem promessas, sem esforço, e com muita dedicação. Embora sejam apenas 5 meses sinto-me feliz com essa decisão e  o meu corpo não se têm queixado. Claro está que esta foi uma decisão tomada com pés e cabeça. Já há muito tempo que apenas comia carnes brancas, e poucas vezes, logo isto facilitou imenso a coisa. O curso de alimentação saudável vegetariana que tirei  ajudou e muito, pois deu-me as bases que precisava para que não tivesse nenhum problema a nível nutricional. Mas com toda a certeza que o mais importante foi mesmo a minha força de vontade!
Sempre gostei de ter uma alimentação saudável, e fico muito feliz por nos dias de hoje este ser um tema do qual muito se fala, e cada vez mais são os que o põem em prática. Cada vez mais há mais diversidade de coisas saudáveis e experimentar novos sabores e paladares está na moda, literalmente. Logo para quem como eu , não come carne há sem dúvidas muitas opções!  Mas atenção, eu não quero dizer com isto que para se ter uma alimentação saudável tem que se deixar de comer carne, aliás cabe a cada um decidir o que lhe faz bem. Para mim, faz sentido que assim seja, e é só isso!
Muitos são os que o fazem para perder peso mas acredito que são muitos mais os que o fazem para sentirem saudáveis. Claro que se a uma vida saudável , juntarmos o facto de manter um peso agradável, tanto melhor. Se bem que na minha opinião,  o importante mesmo é cuidarmos de nós, tendo sempre uma alimentação saudável e pôr de lado as dietas iô- iô, que apenas nos fazem sentir bem momentaneamente. Ao fazê-lo vamos certamente ter um peso mais estável, sem grandes esforços. Eu  já há alguns anos que mantenho o mesmo peso, claro que posso engordar um kilo ou outro numa altura que abuso mais, mas rapidamente volto ao normal.
Melhor que fazer as nossas escolhas, só mesmo encontrar alegria e felicidade nelas!

With love,

Catarina.

26.5.16

Floreira velha com vida nova!




Uma vida saudável, uma forma de viver.
A minha só faz sentido, cuidando de mim, das pessoas que amo, da minha casa e das coisas que me rodeiam.
Restaurar, reciclar, reaproveitar, bricolar  (como diz a minha querida amiga Celine), cuidar, plantar, colher, trazer da horta para a mesa, cozinhar com amor, comer bem, ser cada vez mais sustentável, praticar yoga, contemplar a natureza, amar, agradecer.... São estas coisas que me fazem viver uma vida saudável, uma vida simples, uma vida feliz...
Cada vez mais me dá prazer dar vida nova a coisas velhas, dando assim o meu toque à minha casa. Sentido cada vez mais que é nela que encontro alegria, inspiração e amor. No meu lar, o "nosso" lar!

With love ,

Catarina.

23.5.16

Boa semana!

(Moldura velha com uma vida nova.)

Muito importante:

* Rodearmos-nos de coisas e pessoas que nos fazem bem.
* Acreditar que os sonhos podem tornar-se a nossa realidade.
* Fazer por isso.
* Cuidar de nós.
* Aceitar as coisas como elas são, mas dar sempre o nosso melhor para que elas melhorem.
* Agradecer.



With love, 

Catarina.

19.5.16

Resumo de dias muito felizes!









Tenho como lema de vida  aproveitar todas as pequenas coisas que me rodeiam, deixar-me inspirar por elas e sentir-me feliz!
Ainda assim férias são férias, e com elas vêm as oportunidades de sermos ainda mais felizes, aproveitar ainda mais o nosso tempo. Podendo dedicarmos-nos apenas aos nossos prazeres!
E foi o que fiz na minha primeira semana de férias deste ano. Tive direito a uns dias com muito calor, ao ponto de me estrear na praia, assim como apanhei chuva e frio. O que em nada me incomodou,  pois se é maravilhoso calçar uns chinelos e vestir um biquíni, também sabe tão bem vestir uma camisola e  umas calças e sentir o conforto que elas  nos dão.
Foram umas férias em família, como há muito (mesmo muito) não fazia. Tive o enorme prazer de reunir as pessoas que mais amo (e amo tanto)! Foi tão bom!
Vim de coração cheio, feliz e tão grata. 

With love,

Catarina.

3.5.16

Bolachas de cacau e amêndoas



Ingredientes:

* 1 ovo (grande) biológico
* 1/2 chávena de açúcar mascavado (eu usei um bocadinho menos que 1/2)
* 2 chávenas de farinha de espelta
* 2 colheres (de sopa) de cacau em pó 100%
* 50 gr de manteiga vegetal ( sem gorduras hidrogenadas)
* 50 gr de óleo de coco
* 15 amêndoas

Preparação:

Junta-se o açúcar com o ovo, a manteiga e o óleo de coco e mexe-se bem.  Junta-se o cacau e a farinha aos poucos. Depois de mexer bem a massa, forra-se um tabuleiro com papel vegetal.  Mete-se a massa em pequenos montinhos no tabuleiro e polvilham-se com as amêndoas picadas em pequenos pedaços. Leva-se ao forno 20 minutos a 180º .

Esta receita foi inventada por mim na hora, mas aqui em casa gostámos tanto do resultado que resolvi partilhar convosco!


With love, 

Catarina.

28.4.16

Começar o dia devagar!




Acordar cedo. Abrir as janelas para o ar e o sol entrarem. Contemplar as cores da Primavera lá fora. Ouvir o chilrear dos passarinhos. Ir até à cozinha e preparar um delicioso pequeno almoço. Tomá-lo com calma (quando comemos devagar para além do nosso corpo agradecer, conseguimos saborear muito melhor os alimentos). Planear o meu dia. Agradecer por um novo amanhecer e com ele uma nova oportunidade de dar o meu melhor. Bom dia com alegria!

With love, 

Catarina.

22.4.16

Ver e Sentir alegria nas pequenas coisas!

A minha nova orquídea a espalhar magia na minha sala!

Ter um blogue tem muito que se lhe diga, e se há dias em que eu me sinto maravilhosamente bem a escrever aqui, há outros em que penso se não me estou a expor demais. Mas como disse no post anterior, eu só partilho aquilo que acho que devo partilhar. Depois vem aquele medo de me tornar repetitiva, mas se sou uma pessoa de rotinas, não tenho como não falar nelas. E se há coisas que me inspiram e me fazem bem também é normal que fale nelas várias vezes.
Muitos são aqueles que acham que nos blogues só se fala de coisas bonitas, que só se aparenta ter vidas perfeitas. O que eu acho perfeitamente normal. Até porque não me espanta nada que as pessoas não queiram falar dos seus problemas nos seus blogues, afinal todos nós quando temos um problema preferimos estar no noss cantinho sem que ninguém nos incomode. Mas deixando esta conversa de lado, pois afinal os blogues servem para cada um falar do que lhe apetece e ponto final.
Este é o meu blogue e enquanto eu me sentir bem por aqui, vou continuar, mesmo que os temas possam ser muitas vezes os mesmos.

A verdade é que eu procuro todos os dias alegria e inspiração nas pequenas coisas que me rodeiam e são elas que muitas vezes me ajudam a ser uma pessoa mais feliz.  E como tal gosto de as mencionar e agradecer por elas. Não fosse eu uma defensora de que a gratidão faz tanto por nós.  Assim sendo aqui deixo uma pequena lista de algumas dessas coisas. Espero que isso vos  leve a pensar também nas coisas boas que vos rodeiam , e assim sendo que vos traga alegria aos vossos dias.

* Viver ao lado de uma pessoa que me completa.
* Ver essa pessoa feliz.
* Pertencer a  uma família tão unida.
* Ver essa família feliz.
* Poder chamar lar a um espaço que nós escolhemos para morar.
* Viver num espaço limpo e organizado.
* Sentir que o meu lar é o melhor sítio do mundo, pois vá aonde for, fico sempre feliz em voltar.
* Escolher viver um estilo mais minimalista que me permite ter mais tempo para mim.
* Cuidar da minha casa, do meu quintal e do meu jardim.
* Praticar Yoga e meditação.
* Deixar-me envolver pela natureza e tudo o que ela me dá.
* Ver na alimentação uma forma de amar.
* Cuidar de mim.
* Cuidar dos que amo.
* Amar.
* Respeitar.
* Ser.
* Respirar.
* Estar.

Isto é apenas uma pequena lista, posso garantir-vos que é uma lista que se pode tornar enorme, depende de nós mesmos. Depende do nosso querer. Depende do nosso fazer acontecer. A nossa vida é um bom sítio para se estar. Os problemas vão e vêm. As soluções aparecem. A vida acaba sempre por se resolver. 

With love,

Catarina.