quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

***Handmade***





Adoro deixar a inspiração que me abraça falar por ela. Adoro  criar. Não sou perfeita, sou um pouco trapalhona e muitas vezes sei que podia fazer melhor, mas sou assim e não tenho emenda. Quando sai, vem de dentro. A minha cabeça fervilha e as minhas mãos seguem-lhe o rumo. Umas vezes corre bem, outras nem por isso. Mas o ingrediente principal nestas receitas nunca me falta, e tudo o que faço é com muito amor!


With love,

Catarina.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Mais uma vida nova para uma coisa velha.



Não sei se se recordam mas há uns tempos atrás falei aqui de um presente que tinha recebido dos meus pais, uma cama de ferro. Cama essa que tem mais anos que eu e que eu já a andava a namorar há algum tempo, até que os meus pais me disseram que podia ficar com ela.
Como não gostava da cor dela e como estava a precisar de ser pintada de novo aproveitei para a mandar decapar e pintá-la com outra cor. E claro a cor escolhida foi o branco. Na minha opinião ficou ainda mais bonita. E já está toda vaidosa num quarto cá de casa que ando a remodelar.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Pequenos hábitos que podem mudar os nossos dias!




Escrever 2 ou 3 coisas por dia nem sabes o bem que te fazia!

"Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas a gratidão é que nos faz felizes."
Albert Clarke



domingo, 18 de janeiro de 2015

Simple life



Tenho andado ausente aqui do blog. Confesso que já tinhas saudades de vir aqui, mas temos que estabelecer prioridades, e as minhas não têm passado por aqui.
Com o inicio  de um ano nove chega sempre uma fase de instrospeção, pelo menos para mim. Tenho necessidade de passar mais tempo na minha companhia, pensar no que foi o ano que passou. Pôr na balança as coisas positivas e as negativas pelas quais passei e ver para que lado a balança pende. Conforme o resultado tomar decisões, estabelecer metas e propor-me a alguns desafios. Afinal também os desafios nos fazem viver, arriscar faz parte, e como diz o velho ditado "quem não arrisca não petisca". Como nem tudo é um mar de rosas, nem sempre conseguimos alcançar aquilo a que nos propomos, mas o facto de arriscarmos estamos a enfrentar os nossos medos e só por isso já vale a pena.  E se os superarmos melhor. Pois ao superar os desafios a que nos propomos, estamos a superarmos-nos a nós mesmos.
E qual o sentimento que que nos chega ao coração? GRATIDÃO!
Nada melhor do que nos sentirmos gratos pelo que nós mesmos  realizamos. E o essencial para superarmos os nossos desafios são a força e a determinação.

Desafio nr. 1: SIMPLIFICAR e DESCOMPLICAR (coisas e sentimentos)
Aqui em casa comecei por fazê-lo no closet , e depois seguiram-se os armários e gavetas das outras divisões. Não precisamos de muito e sim do essencial. E o que para nós é inútil para outros pode ser essencial.
Casa arrumada = cabeça organizada

Desafio nr.2: ALIMENTAÇÃO
Afinal nós somos o que comemos. E ao cuidar da nossa alimentação estamos a cuidar de nós mesmos

Os meus desafios não passam só por aqui, mas temos de começar por algum lado. Há que meter as mãos na "massa", respirar fundo e ir em frente.
Tudo isto nos toma tempo, é uma realidade, mas  para que serve o tempo se não para viver!?!?

With love,

Catarina.

 

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Sentir e caminhar... Em frente!




Com a entrada no novo ano vêm sempre novos sonhos e novas vontades. Planeamos coisas, traçamos objectivos e renovamos esperanças.
Aqui para estes lados, as palavras em ordem para este ano são: simplificar, agradecer, sentir e caminhar em busca daquilo que quero.


Aproveito para partilhar este artigo . 
Nada melhor que  termos paz interior, para seguirmos em frente.